Carregando...
Texto alternativo Texto alternativo

7 comidas paulistas que vão te deixar com água na boca

1 – PIMENTA EM CONSERVA DE ARAÇATUBA

Não fosse a limitada tiragem (são cerca de 12 potinhos vendidos por dia) essa pimenta já poderia ter chegado até sua mesa. Famoso na noite de araçatubata, o tempero já foi levado pra um monte de lugares do Brasil e do mundo na mala de gente que se delicia tanto com o sabor picante quanto com o carisma do Seu Alexandre, conhecido com Tio da Pimenta.

2 – CALDO DE JEGUE DE BIRIGUI

Das duas uma: ou o nome te deixa desconfiado ou instigado. Mas pode ter certeza: se você é do time dos que comem carne, com certeza vai querer fazer as malas agora para Birigui para experimentar a peculiar iguaria. O caldo é tradição nas noites quentes ou frias da cidade e já esteve entre os 10 finalistas em um concurso para eleger a melhor comida do Brasil. Que horas sai o próximo ônibus para Birigui mesmo?

3 – BOLINHO DE FRANGO DE ITAPETININGA

Receita tradicional de família, o bolinho com massa de farinha de milho e recheado com coxa e sobre coxa de frango tem uma receita centenária, e há mais de 30 anos é vendido em uma barraca na praça da matriz da cidade.

A produção é de 2000 bolinhos por dia e eu só queria unzinho pra chamar de meu…

4 – BOLINHO CAIPIRA DE JACAREÍ

Mais um sucesso da série frituras que amamos: não só pelo sabor, mas pelas histórias que carregam na tradição passada de família para família. O bolinho caipira também tem como base da massa a farinha de milho. Só que em Jacareí, é usada a farinha de milho branca e o recheio é feito com linguiça. O melhor é que ele pode ser degustado no mesmo local em que acontece o Circuito Sesc de Artes.

Olha esse bolinho te seduzindo…

5 – PIPOCAS DE MACARRÃO

Esta iguaria já foi muito popular em muitas cidades do interior de São Paulo. Hoje em dia ela até é produzida em larga escala, com uma grande fábrica na cidade de Jundiaí. Mas em Bragança Paulista, as mãos que eternizaram o quitute na memória dos moradores mais antigos foram as do Seu Geraldo, que por mais de 40 anos manteve um carrinho na mesma praça que anualmente tem sido palco do Circuito Sesc de Artes na cidade.

Hoje não tem mais pipoca de macarrão em Bragança </3 Alguém ajuda a gente a descobrir onde ainda dá pra comer essa iguaria? São 120 cidades no circuito né, em alguma delas deve ter!

6 – BRIGADEIRO DE BANANA DE FERNANDÓPOLIS

Há um tempo a Poliane deixou o jornalismo para se dedicar aos doces. Sorte de quem já teve a oportunidade de experimentar suas receitas, principalmente o famigerado brigadeiro de banana. O docinho já foi premiado em concursos de receitas e hoje é uma das marcas registradas da cidade de Fernandópolis.

7 – SORVETES EXÓTICOS DE ITU

Aqui fica difícil eleger o sabor mais característico – manjericão, rosas, gorgonzola, gengibre, capim santo – o sorveteiro Márcio Romero não se apega ao convencionalismo na hora de criar um novo sabor para compor o balcão de sua sorveteria.

Posts relacionados

Onde a dor se esconde?

12 cãezinhos que deram show no Circuito

Desenhando a cidade