Blog

ARTE NA RUA PARA TODAS AS PESSOAS

118 cidades

12 A 28 DE AGOSTO DE 2022

12 - 28 AGO 22

Uai, o Jeca tem “festivar”?

Em fevereiro de 2015, a cidade de Poá, conhecida por sua estância hidromineral, parte da microrregião de Mogi das Cruzes, grande São Paulo, sediou na Praça de Eventos “Lucília Gomes Felippe” a segunda edição do Festival Mazzaropi – uma homenagem ao cineasta brasileiro que produziu mais de 30 filmes entre 1952 e 1980.

O secretário municipal de Cultura, Douglas Aspasio, comenta: “como adquirimos a coleção completa dos filmes para exibição, promovemos este evento para levar a cultura para a população, principalmente às crianças, para que elas conheçam um pouco mais da obra de um dos principais ícones do cinema brasileiro.”

A exibição ocorreu de forma gratuita por meio de um “kit cinema” adquirido recentemente pela prefeitura – que consiste em um telão de 3 x 4 metros, um projetor, um aparelho de DVD, mesa e caixas de som – uma alternativa para cidades que não possuem sala de cinema. O Festival Mazzaropi do Cine Cultura Poá teve sessões de 9/2 a 6/3, sempre às 15 horas.

QUEM FOI AMÁCIO MAZZAROPI?

Mazzaropi nasceu em 1912 em São Paulo, SP e faleceu em 1981 em Taubaté, SP. Descendente de italianos e portugueses, montou o Circo Teatro Mazzaropi e Companhia Teatro de Emergência em 1940. Trabalhou na Rádio Tupi e na televisão, onde obteve grande sucesso. Em 1958, fundou a Pam Filmes – Produções Amacio Mazzaropi. Desde então, passou a produzir e dirigir seus filmes, usando suas economias para alugar os estúdios da Cia. Vera Cruz. Para completar o orçamento, rodava o interior de São Paulo fazendo shows, até conseguir arrecadar a quantia necessária. Com inspiração na obra de Monteiro Lobato, o personagem Jeca, o caipira de fala arrastada, tímido, mas cheio de malícia, arrastou multidões para os cinemas.

__

Texto: Carolina Vidal | Fotos: Divulgação