Blog

ARTE NA RUA PARA TODAS AS PESSOAS

118 cidades

12 A 28 DE AGOSTO DE 2022

12 - 28 AGO 22

Ton Carbones, o ator que virou bailarino

Diadema é uma cidade do município de São Paulo pertencente à região metropolitana. A cidade que já foi distrito de São Bernardo do Campo tem como principal fonte de renda o setor de prestação de serviços e a indústria e o comércio como importantes atividades econômicas. O município conta ainda com expressivas ações culturais, desde o turismo até o esporte.

Podemos dizer que a cidade é um berço cultural. Abriga um Borboletário, o Jardim Botânico, o MAP – Museu de Arte Popular, o Observatório Astronômico, O Parque do Paço, Teatro Clara Nunes e a Praça da Moça. Além de abraçar a Cia de Danças de Diadema, nascida em 1994 em um projeto da da Prefeitura do Município de Diadema, que selecionou um grupo de bailarinos para a montagem de uma Companhia e de educadores, para que atuassem junto a professores de dança e/ou arte educadores dos centros culturais da cidade.

E foi assim, que em 1995, nasceu a Companhia de Danças de Diadema, idealizada com o objetivo de contribuir com a formação do ser humano e ampliando as noções de cidadania do indivíduo. E o Programa de Difusão e Formação em Dança, que tem o objetivo, mais do que a formação de bailarinos profissionais, permitir o contato das pessoas com a arte, privilegiar o conhecimento e o movimento do corpo como forma de expressão e, acima de tudo, promover maior inclusão cultural.

Foi em um dos ensaios da Cia, alojada no Teatro Clara Nunes que conheci Ton Carbones.

Com 11 anos de idade, viu-se obrigado a fazer parte de um teatro da escola. Completamente contrariado Welington resolveu participar para garantir alguns pontos a mais na média na disciplina de português. O que ele jamais poderia imaginar é que aquele momento na escola foi o seu primeiro passo para o mundo das artes!

“… A sensação que tive ao subir no palco foi muito boa, jamais poderia imaginar, eu me senti muito bem.”

Aos 17 anos, descobriu um grupo de teatro chamado Catraia que abriu seleção para novos atores, e lá foi ele! Empenhado em ser ator e dar o seu melhor. Mas foi na oficina de expressão corporal que descobriu sua verdadeira vocação…

Nada foi tão fácil quanto parece. Ele ainda precisava se aperfeiçoar e para isso teve que deixar a cidade de Diadema para estudar e melhorar naquilo que realmente queria ser… Logo, ingressou na Borelli Cia de Dança como bailarino e em 2003 foi convidado por Ana Bottosso, Diretora da respeitada e importante Cia de Danças de Diadema, para trabalhar junto à produção. Em 2005 passou a integrar o elenco da Cia como bailarino! O que não foi tarefa fácil, pois aos 23 anos para um homem é tudo mais difícil… – “Seu corpo, sua musculatura já está formada, para adquirir flexibilidade precisa de muito esforço, empenho e dedicação.”

Sem ser piegas e voltar naquele mesmo clichê de que todo ator, dançarino, artista sempre encontra dificuldades na família para seguir esse tipo de carreira, mas é fato! Ton Carbones passou por isso, de forma tranquila, afirma. Mas todo sonho é possível de ser sonhado e conquistado! Hoje com 32 anos e realizado, Ton esbanja delicadeza em seus passos como bailarino e realça diariamente seu trabalho no elenco, na função de artista orientador e também como assistente de direção dos espetáculos da Cia de Danças de Diadema ao lado de Ana Bottosso.

Viver arte é possível para quem ama pra quem gosta e pra quem corre atrás!

__

Texto: Fabíola Tavares | Foto: Cia. de Danças de Diadema