Blog

ARTE NA RUA PARA TODAS AS PESSOAS

118 cidades

12 A 28 DE AGOSTO DE 2022

12 - 28 AGO 22

As cores e perfumes de Roselândia

A história de Cotia tem a ver com aromas, cores e formatos. Sim a conversa aqui é sobre rosas. Mais especificamente sobre a Roselândia, que já foi uma das maiores atrações turísticas da cidade de Cotia. A beleza e o perfume de seus mais de 300 tipos de flores já passearam Brasil afora.

A história toda começou em 1928, quando os irmãos Hans e Kurt Boettcher, que eram apaixonados por flores, saíram de Erfurt, conhecida como a “cidade das flores” na Alemanha, e vieram tentar a vida no Brasil. Logo que chegaram aqui, eles começaram a plantar dálias, que era a flor da época, numa chácara no Jabaquara. Com o aumento do cultivo eles precisaram de um espaço maior, foi quando se mudaram para Cotia e a produção de rosas começou.

A empresa se chamava Floricultura e Pomicultura Cotia. Nesse meio tempo, o governo resolveu criar estações experimentais de cultivo de árvores frutíferas, e os irmãos Boettcher tiveram que dar uma guinada na produção. Com o aumento da concorrência nas frutíferas, eles venderam o que tinham dessas mudas e o local se transformou em um espaço para às flores.

Na mesma época, eles fizeram a primeira exposição de dálias de Cotia, e para a tristeza deles, apareceu apenas um visitante. Embora não tenha sido como eles esperavam, isso não os desanimou. Tanto que fizeram outra exposição que foi um sucesso, provocando até congestionamento na estradinha que ligava São Paulo a Cotia. Do sucesso dessa exposição, nasceu a ideia de fazer a Festa da Rosa, para amigos e amigos dos amigos. Em 1946 a festa era apenas uma confraternização. Anos depois, em 1958 a Festa das Rosas foi oficializada e inaugurada, nesta época, nascia a maior fazenda produtora de rosas do Brasil.

No decorrer dos anos, a Roselândia tornou-se uma grande empresa, criou e desenvolveu 320 espécies de roseiras nos seus 870 mil metros quadrados, dos quais 100 mil metros quadrados eram abertos à visitação pública na ocasião da tradicional festa.

Atualmente, Roselândia está desativada, porém sua contribuição no crescimento da cidade é lembrada por todos.

__

Texto: Renata Dantas| Foto: Divulgação