Blog

ARTE NA RUA PARA TODAS AS PESSOAS

118 cidades

12 A 28 DE AGOSTO DE 2022

12 - 28 AGO 22

A lenda da Velha Barrageira de Ilha Solteira

Das terras alagadas surge uma assombração

Toda cidade tem personagens interessantes e lendários – reais ou fictícios. Mas o município de Ilha Solteira tem em suas histórias uma figura no mínimo assombrosa. Segundo contam os moradores da cidade, principalmente os mais velhos, parte das terras onde se construiu a usina pertenciam a uma senhora, que se recusava a vendê-las. Porém, sem saída, ela foi obrigada a abandonar suas terras assim que começaram a ser alagadas. A obra de construção teve início em 1965 e só terminou em 1978.

A senhora morreu e, de acordo com a lenda, seu fantasma começou a aparecer para motoristas e outros trabalhadores da hidrelétrica. Alguns dos relatos contam que os motoristas que percorriam a região se deparavam com uma velhinha pedindo carona e a atendiam. Quando chegavam perto do trevo de entrada da cidade, a idosa desaparecia. Só depois é que ficavam sabendo que deram carona para uma assombração.

As histórias sobre o aparecimento da Velha foram passadas de geração em geração e assim chegaram até os ouvidos do músico ilhense Hugo César quando ele ainda era criança. Adulto, ele fez uma canção contando a lenda da assustadora personagem: a música “Velha Barrageira”, que foi vencedora do Festival Nacional de MPB de Ilha Solteira em 2009. Em 2014, a composição ganhou um vídeo, feito por meio do Sesc SP. Assista: