Só na terceira semana

Só na terceira semana relaxei.

Só na terceira semana me apresentei sem tremer a voz, sem temer.

Só agora, na terceira semana, sei como fazer sem pressa, sem a ansiedade das duas primeiras.

E não é porque me acostumei, a estrada é outra. Aliás, só agora eu olhei para ela.

Tem um sol incrível na janela neste momento. Estou na parte da frente do busão, então posso ver o verde do mato e o marrom da terra mudarem de cor pouco a pouco até queimarem em amarelo e vermelho.

Enquanto faço esse vídeo, Suelen, do Coletivo Muda Práticas, filma a galera do ônibus e brinca: “Vejam só, eu aqui registrando vocês e o editor web lá tirando fotos do sol.”

Que risada boa de ouvir tem o Roteiro 10.

Uma coisa não mudou dos outros que fiz anteriormente: não os conheço.

Diferente do planejado, quando achei que faria uma super pesquisa sobre cada companhia, enxergo cada um como se apresenta, como são. Também nunca trombei essa galera do Sesc, nem peguei ônibus com esses motoristas. Não stalkei ninguém no Facebook, por enquanto, digo… portanto, parto do zero novamente.

A sensação é de que cheguei “atrasado” e, mesmo assim, tive a licença para pegar uma carona na garupa das bicicletas coloridas. Os olhos de cinema seguem tateando tudo que podem. Ainda nesse pardieiro de informações perdidas, ordinárias nas sombras, na busca por um encontro entre universos espetaculares e marginais, todos saídos de caixas/ônibus.

Algo me diz que será mágico, que vai dar pé…

Escureceu lá fora. Falta pouco tempo para chegarmos em São João da Boa Vista. Foi lá que Ana Maria Braga nasceu, pensei… cidade que nos hospedará nestes 5 dias e onde faremos nossa última parada, na Praça Coronel Joaquim José, neste domingo.

Daqui a pouco, Tambaú! Amanhã São José do Rio Pardo!

Ps: Graças a São Google dos Perdidos, sei que Ana Maria Braga nasceu em São Joaquim da Barra, mas PAGU, nossa grande artista modernista é São Joanense, vejam só!!!!

Escrito por:

Claudio Eduardo

Posts Relacionados

Comentários