Meu refúgio em Barueri

Antes de sair de casa, conferi a bolsa e estava tudo lá: água, frutas e o fone de ouvido. Caminhei até o Parque Municipal de Barueri, há alguns metros de casa, em busca de um lugar para admirar a paisagem, ler um livro e ao mesmo tempo me reconectar com o com universo. O cenário sempre belo, composto por um lago imenso, gansos, cisnes e patos, uma boa pista de skate ao entorno do lago, quiosques, árvores centenárias, quadra poliesportiva, campo de futebol e playground, é sempre o ambiente ideal para uma tarde de folga.

De pés descalços e agora sem fones de ouvido, comecei a caminhar sobre a terra, enquanto a beleza da fauna aumentava a admiração por aquela paisagem capaz de transmutar boas energias para quem busca refúgio.
As crianças brincando, correndo e jogando bola, os adultos ou sentados ou fazendo caminhada, lanchando e alguns namorando; idosos, crianças, homens, mulheres e animais passeando em uma tarde ensolarada, cada um com seu propósito, mas que, no fundo, todos em busca de um lugar para se distrair e relaxar.

Nos rostos, apenas sorrisos – expressões puras de felicidade e contentamento. Não existe tradução para esse encontro entre a natureza e os seres humanos, em meio à rotina e a correria da vida.
Ir ao parque é sempre uma boa opção para quem mora em Barueri e região e está em busca de um lugar para fazer um piquenique, ler um livro, caminhar, correr, brincar, rever os amigos ou partilhar a vida, não importa qual seja o propósito, o que vale é o quanto esses lugares conseguem nos fazer bem.
_
Texto e foto: Jefferson Lima

Posts Relacionados

Comentários