Lugares de Passagem

Passagem, substantivo feminino, lugar por onde se passa, travessia, transição, mudança.

Apesar do título, este não é um texto sobre algo que passe com o tempo e sim sobre aquilo que fica no breve instante que desvia o seu olhar do trajeto comum.

O Circuito Sesc de Artes em Francisco Morato e Caieiras aconteceu em locais onde normalmente as pessoas passam na correria do dia a dia, um indo e vindo como andorinhas migrando, mas no dia 12/05/2017 foi diferente.

Todos deram de cara com uma “invasão” amarela.
“O que é isso?”. Talvez os mais desavisados pensariam que se tratava de uma live-action do filme dos Minions, porém chegando mais perto, satisfazendo a curiosidade, percebem que a “invasão” pode ser mais permanente do que imaginavam.

O relógio marca 16h e aquela tela no meio da praça convida para paramos uns minutos e deixar a criança que existe dentro de nós aflorar. Vamos dançar no meio da rua sim! Por que não?

Cine Dance em Francisco Morato

Andando mais um pouco, que tal aprender/produzir algumas poesias e ainda por cima registrar o momento!? Aprender sobre sticker arte, produzir o seu e sim, tudo no meio do caminho para casa, para o trabalho, para o passeio, para o aprendizado.

Resolvi fazer uma visita à vizinha Caieiras e entro no trem.
Desta vez eu que estou de passagem, assim como tantas histórias de vida presentes neste vagão. Todos temos algo a aprender o tempo todo.

“Próxima estação Caieiras”
Assim que chego (ou chegamos, vocês estão comigo neste momento), passando a catraca começam as novidades.
Imagine sair do trem e aprender a fazer um óculos 3D, dar aquela relaxada assistindo os filmes de Chaplin, isso apenas para começar a tarde.

Hoje, mesmo que com pressa, cada um que parou ou que apenas desviou o olhar levou algo de novo consigo, assim como sempre nos ensinam com suas histórias e querendo voltar todos os anos.

E se esses lugares são considerados de passagem, como que tanta coisa ficou comigo apenas nessas primeiras horas em Francisco Morato e Caieiras?

Assista o vídeo e saiba como foi o início do Circuito Sesc de Artes nestas duas cidades.

Antes de voltar ao meu destino inicial, Francisco Morato, ainda consigo pegar uma palavrinha do pessoal do Grupo Flor de Chita.
Parte do trabalho deles é inspirado no universo do crítico literário Antonio Candido, que faleceu justamente no dia desta apresentação.

Escrito por:

Danilo Silva

Posts Relacionados

Comentários