Simplício e a fama de Itu

Andar pelas ruas do centro de Itu nos convida a um passeio pela história do Brasil. Considerada como Berço da República, o centro histórico da cidade nos revela diferentes momentos de sua formação, como por exemplo, o Museu da República que abrigou, em 1873, a primeira convenção republicana no país e a Igreja Matriz, a “maior expressão do barroco paulista”.

Localizada a 100 km da capital paulista, a fama da cidade vai além da sua importância histórica, conhecida como “cidade onde tudo é grande” contaremos como surgiu essa lenda.

A associação da cidade com a coisas exageradamente grandes começou no início dos anos 60, com o humorista ituano Francisco Flaviano de Almeida (1916 – 2004), o “Simplício” do programa humorístico Praça da Alegria, da extinta TV Tupi.

No programa, o ator interpretava um caipira que chegando à capital defendia e exaltava as grandezas de sua terra. No quadro os habitantes da cidade grande, simbolizados pelo apresentador Manoel da Nóbrega, viviam se vangloriando das modernidades e superioridades da capital. O caipira, para não “ficar por baixo”, dizia que na cidade dele tudo era maior ainda, em escalas gigantescas. Até que um dia, o personagem disse o nome da cidade: Itu. As piadas eram bem exageradas e de tanto os telespectadores ouvirem Simplício falar das grandezas da cidade, turistas começaram a visitar a cidade para conferir se realmente era verdade.

No vídeo você pode conferir uma das atuações de Francisco Flaviano de Almeida, como Simplício:

Ainda na década de 60, surgiram o Orelhão de Itu, com sete metros de altura, que foi cedido pelo então Ministro das Comunicações Higino Corsetti, e instalado pela Telesp e em 2012, passou por nova reforma ganhando a cor roxa da Vivo – na Praça da Matriz e o Semáforo de Itu, que corresponde a duas vezes o tamanho de um comum e funciona em um cruzamento na mesma praça.
Texto e foto: Indiara Duarte

Gostou dessa história? É essa a versão que você conhece? Você pode contribuir com suas memórias e complementar nos comentários abaixo com a sua versão dos fatos.

Se você tiver alguma dúvida sobre a programação do Circuito Sesc de Artes, por favor, entre em contato através do Fale Conosco do site, clicando aqui.

Posts Relacionados

Comentários