A história de Guarulhos pode ser escrita por diversos ângulos: trabalho escravo, era do ouro, agricultura, criação de gado, mineração, produção de álcool e aguardente e a industrialização. Mas, que tal conhecer a cidade por meio da memória e de registros fotográficos de um cidadão?

Massami Kishi é um nipo-brasileiro que adotou Guarulhos como a sua casa e fez do seu interesse pelo povo e do desejo de manter viva a memória de sua gente razão de sua própria história de vida.

Nascido em 1929 na cidade de Osaka, no Japão, Massami Kishi chegou ao Brasil em 1935. Constituiu família com Luzia Padilha e teve teve três filhos: Myrene, Myrna e Eduard. Em 1967, montou a Foto Massami, cuja loja está localizada na rua Dr. Ramos de Azevedo – Centro, e fez da fotografia sua atividade principal.

Vale a pena citar que ele foi o primeiro repórter fotográfico do extinto ‘Jornal de Guarulhos’ e trabalhou para a ‘Gazeta Esportiva’. São de sua autoria as fotos que ilustram o livro “Guarulhos: Cidade Símbolo”, de Adolfo Noronha.

Por sua brilhante atuação, ganhou os prêmios Troféu Guaru (1986); o 2º lugar em Concurso de Fotografia no Japão (1953), o Título de Cidadão Guarulhense (em 1986) e o troféu Guarulhos é Você (2002). Em 1974, obteve do Ministério da Justiça o certificado de naturalização no Brasil.

Graças a sua lente, momentos políticos e sociais importantes para o destino da cidade ficaram registrados para a eternidade. Exemplo é o que não falta: a posse do primeiro prefeito eleito em 1953, as comemorações ao quarto centenário de Guarulhos, em 1960, e a inauguração do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos, em 1985.

A reunião desse acervo originou a obra “Guarulhos Século XX”, que recupera mais de 150 fragmentos das lembranças e dos registros fotográficos realizados por Massami Kishi, ou por ele recolhido, publicados originalmente no “Jornal Olho Vivo” entre 17/2/1998 e 20/4/202. O livro, que conta com notas e onomástico de Antônio Cerveira de Moura, é um verdadeiro passeio pelo tempo, sem compromisso com linhas cronológicas.

O trabalho é uma justa homenagem à cidade de Guarulhos e ao seu povo, pessoas criativas e persistentes, oriundas de tantas partes do mundo, que procuram melhorar diariamente essa bela cidade, carinhosamente apelidada como “Terra da Esperança”.

Venha conhecer e desbravar Guarulhos!

Texto: Geraldo Cruz
Produção: Fabíola Tavares
Fotos: Acervo Família Kishi

Gostou dessa história? É essa a versão que você conhece? Você pode contribuir com suas memórias e complementar nos comentários abaixo com a sua versão dos fatos.

Se você tiver alguma dúvida sobre a programação do Circuito Sesc de Artes, por favor, entre em contato através do Fale Conosco do site, clicando aqui. [http://bit.ly/Circuito-FaleConosco]

Posts Relacionados

Comentários