Eles por eles mesmos

Na segunda semana do Circuito Sesc de Artes, meu trabalho ficou muito mais fácil. Eu jamais imaginaria que ia chegar em um grupo que já no primeiro dia me mostrou o conteúdo que estava produzindo. Perguntei ao Ivi da oficina de estêncil  e ao Léo do 3 ao Quadrado se tudo bem compartilhar a visão que eles estavam construindo em vídeo sobre seus trajetos no interior de São Paulo. Eles toparam (valeu, caras!), e assim eu pude parar de editar material e ir tomar um sol na praça (mentira, chefia!).

Ivi

O Ivi registrou parte das apresentações d’A Espetacular Charanga do França na cidade de Tupã e também do Verso Móvel Sound System em Tupã, Oswaldo Cruz e Lucélia. Além disso, se permitiu experimentar com a chuva que interrompeu a programação em Fernandópolis. Além das incursões em vídeo, ele está há cinco anos fazendo artes em estêncil.

Léo

Já o Léo, do 3 ao Quadrado, arrasa nos passos de break dance. Chegou aos meus ouvidos que, na primeira semana do Circuito Sesc de Artes, ele se fotografou dando um mortal, o que não é para quem quer, é para quem pode (e domina não só a dança como a fotografia). Todos os dias ele faz um compilado dos melhores momentos da cidade e neste vídeo estão Fernandópolis, Santa Fé do Sul e Mirassol, por onde o grupo passou nesse fim-de-semana.

Escrito por:

Bárbara Carneiro

Posts Relacionados

Comentários